Espaços de Religiosidade: Práticas espaciais dos membros das Igrejas Pentecostais em Belo Horizonte, Brasil

Apresentação

A pesquisa teve início em abril de 2019 a partir da visita de Krzysztof Nawratek a Belo Horizonte, pesquisador da Universidade de Sheffield interessado em investigar os elementos espaciais do imaginário religioso, sobretudo nas chamadas ocupações urbanas. Nesse primeiro momento foram realizadas três visitas a campo e verificou-se que quase a totalidade dos entrevistados pertencia a uma das Igrejas Pentecostais, grupo religioso em expansão no Brasil, embora houvesse sempre menção a outros grupos religiosos como Candomblé, Umbanda, Catolicismo e Espiritismo, além de pessoas com relação indefinida em relação aos grupos religiosos consolidados.

Os planos de uma nova visita e continuidade dos trabalhos de campo em 2020 foram interrompidos pela pandemia global. Ainda assim, um conjunto de entrevistas foi realizado de forma remota em 2020 e 2021, sobretudo por meio de WhatsApp e, em alguns casos, de modo presencial. Atualmente a pesquisa consolida a parceria entre o grupo PRAXIS-EA/UFMG e a Universidade de Sheffield, mantendo publicações com os resultados parciais e trabalhando na publicação de um livro e ampliação da pesquisa para outras cidades por meio de proposta de financiamento internacional em análise. 

Em 2021 a pesquisa foi incorporada ao  projeto “Leitura do Lugar e urbanidade aplicados na análise e projeto de espaços urbanos” que atua na interface entre a escala da análise urbana e a escala do projeto urbano, articulando dois conceitos do campo da geografia humanista, o conceito de Lugar e o conceito de Urbanidade. 

No segundo semestre letivo de 2021, o tema de pesquisa foi articulado à disciplina de graduação URB 122, que estuda os espaços de religiosidade tendo como objetivo: (1) avançar na análise do mapeamento dos templos e igrejas de Belo Horizonte; (2) discutir o tema em relação aos dados de análise urbana (hipóteses locacionais, impactos dos templos, entre outros); e (3) discutir o tema em relação à leitura do lugar (cotidiano das práticas no espaço, espaço sagrado-profano, entre outros).

Em fevereiro de 2022 Krzysztof Nawratek realizou nova visita a Belo Horizonte para a realização de novas visitas a campo e atividades acadêmicas relacionadas ao desenvolvimento da pesquisa com apoio da CAPES.

Objetivos:

(1) Estudar as Igrejas Pentecostais em Belo Horizonte e interpretar o significado de suas práticas de construção de mundo; 

(2) Analisar as narrativas, imaginários históricos, motivações teológicas, formas de organização e conexões externas que influenciam a visão de mundo e as práticas cotidianas dos pentecostais, bem como as interações entre diferentes linhas do pentecostalismo e destas com os demais grupos religiosos;

(3) Facilitar o intercâmbio entre arquitetura, estudos religiosos e história para o significado da religião no espaço urbano; 

(4) Criar oportunidade para a especulação sobre os mecanismos alternativos de construção de mundo pentecostal, visando projetar e produzir espaços de convivência e colaboração religiosa na cidade; 

(5) Mobilizar os resultados da pesquisa para informar os formuladores de políticas, líderes religiosos pentecostais e não pentecostais e o público em geral sobre possibilidades e obstáculos de uma coexistência urbana.

Apoio