PROJETOS EM ANDAMENTO

O sistema de exclusão nos eixos de expansão periférica da RMBH

Correlacionar as práticas de produção da cidade contemporânea ao sistema de exclusão na RMBH, seus processos, agentes e relações de poder.

Subprojetos:

- Regimes de controle privado nos eixos de expansão periférica da Região Metropolitana de Belo Horizonte
- O sistema de exclusão na cidade neoliberal brasileira
- Caracterização e avaliação da população atingida pelo rompimento da Barragem da Mina do Córrego do Feijão em Brumadinho: impactos nas estruturas urbanas e domiciliares (Projeto Brumadinho/UFMG)

PARCERIA: LabCidade/FAUUSP + CEDEPLAR/UFMG
APOIO: Fundação Ford, FUSP, IEAT/UFMG, PRPq/UFMG, CNPq

DIÁLOGOS NA CIDADE: Janelas afora, portas adentro: qual é a história que você mostraria para a cidade?


MOSTRA UNIVERSIDADE CIDADE / ESPAÇO DO CONHECIMENTO UFMG

Objetivos:
(1) dialogar, reconhecer e produzir conhecimento permeado pelos saberes e pelas práticas populares, fomentando processos de leitura e ação na cidade em proximidade com as realidades e demandas dos territórios populares.
(2) cartografar as experiências e vivências dos moradores acerca da moradia e do lugar onde moram; produzir narrativas urbanas a partir destes saberes, práticas e perspectivas.
(3) produzir narrativas nas quais o conhecimento científico dialoga com outros diversos saberes que produzem cotidianamente a cidade.

Diálogos

Desenvolver processos e meios (linguagens, suportes, instrumentos, dispositivos ou metodologias) colaborativos passíveis de utilização na mediação de informações entre arquitetos e moradores envolvidos na produção do espaço urbano. Trata-se de projeto de extensão que busca ampliar as possibilidades de se pensar o projeto e a execução das moradias e dos espaços comuns de forma compartilhada (moradores, construtores e arquitetos/pesquisadores), rejeitando-se procedimentos convencionais de se fazer arquitetura alimentados, em grande maioria, pela relação cliente-arquiteto-Estado.

APOIO: ProEx/UFMG, PRPq/UFMG, CNPq e Fapemig

Subprojetos:
- Diálogos: A mediação da informação na produção e no uso da moradia
- Mídias comunitárias na produção política do espaço
- Janelas afora, portas adentro

Spatial practices of members of pentecostal churches in Belo Horizonte

Investigar o uso e percepção de espaços pelos fiéis das igrejas pentecostais a partir da tendência de atribuir espaços pessoais à "prática da fé" individualizada e às igrejas locais de "manifestação da fé". Em 2020, a COVID-19 foi adicionada como contexto particular do projeto.

PARCERIA: Prof. Krzysztof Nawratek, University of Sheffield (UK)

Sistemas, subsistemas e componentes construtivos brasileiros aderentes à metodologia Open Building

Desenvolvimento de ferramenta para avaliar a capacidade adaptativa de elementos construtivos brasileiros e sua adequação à abordagem Open Building, explorando a teoria a partir de seus aspectos tecnológicos.

PARCERIA: CEUNIH, UFOP, PRAXIS-EA/UFMG e CNPq

PROJETOS CONCLUÍDOS

Territórios populares + Ocupações, remoções, despejos, resistências

Ler os territórios populares atingidos por processos de exclusão e reestruturação territorial com o objetivo de qualificar as desigualdades socioterritoriais para além de análises de renda e classe, como historicamente vem sendo construída pela agenda da inclusão, a partir de contra-narrativas aos discursos dominantes. Além disso, objetiva-se identificar processos de ocupações, remoções e despejos em curso na reestruturação das metrópoles, especificamente em Belo Horizonte e áreas mineradas.

PARCERIA: LabCidade/FAUUSP
APOIO: Fundação Ford, FUSP, IEAT/UFMG, CNPq, Fapemig

Grandes projetos urbanos no vetor norte da RMBH

Análise do impacto das novas formas de financiamento do desenvolvimento urbano, em especial as PPPs, o sobre a produção e gestão de cidades brasileiras. A pesquisa se insere no projeto FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO URBANO, PLANEJAMENTO, INCLUSÃO SOCIOTERRITORIAL E JUSTIÇA SOCIAL NAS CIDADES BRASILEIRAS.

PARCERIA: LabCidade/FAU-USP
APOIO: Fundação Ford

A construção do discurso dos atores envolvidos na produção habitacional

Compreender criticamente as estruturas de produção do espaço urbano, a partir dos interesses econômicos e políticos dos atores sociais envolvidos.

APOIO: Fapemig

Subprojetos Diálogos (encerrados)

> Processos de decisão na produção da moradia
> Processos sociais, tecnológicos e ambientais da autoconstrução como subsídios para a produção da habitação de interesse social contemporânea
> A autoconstrução na RMBH: diálogos entre moradores e universidade
> A autoconstrução da moradia em loteamentos periféricos da RMBH: processos sociais, tecnológicos e ambientais

APOIO: Fapemig, CNPq e ProEx/UFMG

Minha Casa Minha Vida: Estudos avaliativos na RMBH

Caracterização e análise do Programa Minha Casa Minha Vida na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com foco na inserção urbana dos empreendimentos, seus impactos urbano-ambientais e socioespaciais, avaliando ainda os pressupostos de projeto e os resultados da organização dos espaços das habitações, bem como dos espaços externos.

APOIO: CNPq e Ministério das Cidades

Árvore da Palavra

Baobá que conta histórias.

Projeto SABIC BH, em parceria com a Associação Imagem Comunitária

Autoconstrução das moradias

Conhecer o processo da produção habitacional de famílias de 0 a 3 sm e, a partir daí, buscar conjuntamente soluções mais acessíveis para questões relativas às suas moradias.

APOIO: Fapemig e CNPq

Open Building

Investigar em que medida é possível projetar e produzir habitação social, no Brasil, nos moldes conceituais do open building.

APOIO: Fapemig

Artesanias construtivas

Análise do processo de produção do espaço por meio da identificação de procedimentos cotidianos populares, bem como a aproximação da prática acadêmica (saberes científicos) com a prática construtiva de artífices (saberes leigos).

APOIO: CNPq

Instrumentos do canteiro de obras para a autoprodução

Sistematizar instrumentos utilizados em canteiros de obras diversos (medievais, modernos ou contemporâneos), promovendo o saber prático do autoprodutor.

APOIO: Fapemig

Habitação social no Brasil no Século XX

Interface gráfica construída a partir de uma estrutura classificatória das informações sobre a habitação social em periódicos brasileiros da Arquitetura, Urbanismo e Engenharia, publicados entre 1920 e 1999.

APOIO: Fapemig

Os processos da autoprodução

Sistematizar os processos produtivos da autoprodução – características técnicas específicas dos processos de produção, por meio de duas instâncias: a transferência da informação e a comunicação da informação entre os sujeitos.

APOIO: CNPq